Descobrir e visitar Pinhel

Pinhel encontra-se rodeada por colinas, montes e a notável Serra da Marofa. É cidade marcada por planaltos, fortalezas, monumentos e os vastos campos, verdes e férteis, de perder de vista.

Em Pinhel existe tempo para respirar, e também muitas histórias para descobrir.

É nas suas gentes que a “Cidade Falcão” guarda a sua maior riqueza. São elas que carregam as histórias, as tradições, os saberes, as artes e os dons.
É das suas mãos que nasce o belíssimo artesanato típico do concelho e a excelência ímpar da sua gastronomia e dos seus vinhos. É também o povo pinhelense que guarda as memórias, passadas de geração em geração, de um pedaço da história de Portugal que por ali passou.

Pinhel esconde em cada pormenor centenas de anos de história.

Uma história que pode ser vivida no seu imponente castelo, nas dezenas de brasões espalhados pela cidade, no Pelourinho, no grandioso património religioso, nas fontes, nas janelas, em cada traço arquitetónico dos seus edifícios. Do traçado medieval da zona histórica aos solares setecentistas e oitocentistas, por entre igrejas, capelas e outros que simbolizam a importância e o poder judicial que a “Cidade Falcão” como é conhecida, deteve outrora, ao magnânimo património edificado, no qual saltam à vista as impetuosas torres do Castelo – sinal máximo da importância tida pela cidade na “defesa nacional” – Pinhel, fruto da sua arquitetura e características de construção de edifícios, é hoje denominada de “cidade com mais solares por metro quadrado”.

Pinhel, cidade sempre em movimento

A Feira das Tradições é sem margem de dúvidas o evento que marca e distingue Pinhel por tudo o que representa para os pinhelenses e por se tratar da reprodução fiel do empenho da comunidade em representar a vida e o quotidiano de outrora. É um evento que atingiu uma dimensão de âmbito nacional que, para além de envolver as gentes do concelho, as suas instituições, associações e demais tecido social e empresarial traz, num fim de semana cerca de 40 mil visitantes.
Anualmente e sempre no fim de semana que antecede o carnaval, acontece o maior e mais importante evento do concelho e um dos maiores de toda a região.
Este certame assume-se como um espaço de conhecimento, lazer e diversão, no qual decorrem colóquios, desfiles alegóricos e atividades radicais, ao mesmo tempo que apresenta um vasto leque de propostas culturais que vão desde a música tradicional aos concertos com nomes sonantes da música portuguesa e estrangeira. A animação é garantida durante os três dias de exposição.

Pinhel sabe receber e quem visita esta feira fica com o desejo de voltar…

Para além da “Feira”, Pinhel tem uma agenda cultural mensal permanente, que apresenta uma variada panóplia de oferta de atividades das quais se podem destacar a “Via-Sacra” na sexta-feira santa, a Feira Medieval, a Feira do Livro, as Marchas Populares das Escolas do Concelho em Junho, as “Festas da Cidade” em agosto que contam com o Freguesias sem Fronteiras, o “Festival de Folclore” em setembro, tertúlias mensais com temáticas diversificadas, mercados semanais (todas as segundas feiras) e feiras anuais (1 de maio e 1 de novembro) comemorações várias e festejos de variado âmbito que fazem com que o concelho esteja em permanente movimento, envolto em permanente alegria.